Será que reclamar adianta alguma coisa?

Reclamação significa: Pedir com insistência uma coisa devida ou justa, prometida, implorar, reclamar assistência, exigir por cuidados especiais, protestar, requerer, reivindicar, etc.

Diz o Soberano Senhor, o Santo de Israel: “No arrependimento e no descanso está a salvação de vocês, na quietude e na confiança está o seu vigor, mas vocês não quiseram. Isaías 30:15

Parece que a reclamação está sempre presente no dia a dia das pessoas. Talvez uma dificuldade com o filho desobediente ou a frustração por algo acontecido no trabalho, ou mesmo com a indiferença do cônjuge que fez alguma coisa que deixou a desejar. Ou até mesmo a atitude de políticos ou juízes injustos e desonestos de nosso país. O fato é: Seja qual tipo de situação que pode nos tirar do sério, Isaías 30:15 mostra-nos o porque não sabemos lidar com as pressões que fazem com que tenhamos uma conduta satisfatória e coerente, frente aos problemas da vida. O texto diz: “Em vos converterdes e em repousardes, está a vossa salvação; no sossego e na confiança está a vossa força, mas não o quisestes”.

Em outras palavras, aprendemos com o profeta que em vez de confiar em Deus para solução, achamos melhor seguir o caminho da reclamação. Precisamos na verdade sossegar as nossas emoções, deixar de lado a insensatez e aprender a descansar no SENHOR, que controla este universo e conhece as nossas limitações, imperfeições e necessidades. Para isto Jesus deixou um texto registrado na Bíblia que nos ajuda e muito, principalmente nos momentos que nos sentimos propensos a exercitar a lamentação, a murmuração, a reclamação. Jesus diz: “Vinde a mim, você que está cansado e oprimido, sobrecarregado de preocupações e eu o aliviarei. Experimenta usar o meu jugo, e aprenda comigo, pois sou manso e humilde de coração, e você encontrará descanso para a sua alma. Mateus 11:28,29 (Paráfrase)

Que tal fazer um propósito hoje, de não usar a reclamação como argumento frente aos desafios deste dia…
Deus abençoe abundantemente a sua vida e família.

Pr. Nélson Gouvêa

1 comentário em “Será que reclamar adianta alguma coisa?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima