O uso da língua

Segundo a Wikipédia, a enciclopédia livre, a língua (do latim lingua) é um órgão muscular relacionado ao sentido do paladar, à deglutição dos alimentos e à formação dos fonemas da fala. Fica localizado na parte ventral da boca.

Tiago 3:5-8 nos diz: a língua é um pequeno órgão do corpo, mas se vangloria de grandes coisas. Vejam como um grande bosque é incendiado por uma simples fagulha. Assim também, a língua é um fogo; é um mundo de iniquidade. Colocada entre os membros do nosso corpo, contamina a pessoa por inteiro, incendeia todo o curso de sua vida, sendo ela mesma incendiada pelo inferno. Toda espécie de animais, aves, répteis e criaturas do mar doma-se e é domada pela espécie humana; a língua, porém, ninguém consegue domar. É um mal incontrolável, cheio de veneno mortífero. Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.

Devemos sempre vigiar quanto ao uso da língua, “…um pequeno orgão do corpo, mas que se vangloria de grandes coisas”. ” … A língua é um fogo, um mundo de iniquidade”.

No livro de provérbios 17:28 encontramos um importante conselho: “Até o insensato passará por sábio, se ficar quieto e, se contiver a língua, parecerá que tem discernimento”.

Salmo 34:12,13 diz: Quem de vocês quer amar a vida e deseja ver dias felizes? Guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade.

De fato devemos usar a língua da seguinte maneira:

Minha língua proclamará a tua justiça
e o teu louvor o dia inteiro. Salmo 35:28

Usarei a minha boca com sabedoria, e a língua conforme a justiça. Guardarei no coração a lei do meu Deus; nunca pisarei em falso. Salmo 37:30-31 (Paráfrase)

Tenha um dia abençoado…

Pr. Nélson Gouvêaw

ww.ministeriocomfamilias.com.br

Deixe um comentário

Rolar para cima