O que é hipocrisia?

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos e de toda imundícia. Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de iniquidade.” Mateus 23:27,28

Provavelmente você já deve ter ido a um sepultamento de alguém da família ou de um amigo. O cemitério, muitos deles são arejados e até bonitos no visual, no entanto debaixo da terra, longe dos olhos, estão os restos mortais que na linguagem de Jesus são lugares cheios de ossos e de toda imundícia.

O nosso assunto hoje é sobre hipocrisia que é o mesmo que falsidade, fingimento. Uma pessoa que nutre o ser hipócrita, fíngi ter sentimentos, crenças, virtudes, que na realidade não possui. A palavra hipocrisia deriva-se do latim e do grego significando uma apresentação no teatro, onde os atores usavam máscaras, de acordo com o papel que representavam em uma peça.

A pessoa que é hipócrita é alguém que esconde portanto, a realidade através de uma máscara de aparência. Alguém que simula comportamentos aprendidos. Um hipócrita muitas vezes finge possuir boas qualidades para ocultar os seus defeitos, e por isso é também conhecido como uma pessoa dissimulada.

Jesus condenou a hipocrisia, porque se trata de uma vida que está cheia de contradições entre aquilo que ensina e aquilo que pratica no seu dia a dia. Jesus batia de frente com os líderes religiosos de sua época, os fariseus e os mestres da lei, por terem justamente um estilo de vida hipócrita. Por fora, tinham uma aparência que eram pessoas super espirituais, porque seguiam todas as regras, costumes e leis do judaísmo, porém, por dentro, eles não eram sérios e verdadeiros no proceder. Jesus literalmente os chamou de sepulcros caiados; Bonitos por fora mas por dentro cheios de ossos e de toda imundícia. Eles seguiam as regras, as leis, costumes, mas não por amor a Deus, por isso a sua religiosidade era oca, vazia e sem vida.

A pergunta que temos que responder para nós mesmos diante desta reflexão é a seguinte:

O que somos realmente na frente do espelho, ou diante das pessoas com as quais nos relacionamos? Somos verdadeiros ou hipócritas?

Deus lhe abençoe,

Pr. Nélson Gouvêa

Deixe um comentário