O homem retratado pelo pintor

Um pintor produziu um quadro representando “A inocência”. Buscou uma criança como modelo e a pintou orando ao lado de sua mãe. Seu rosto rosado aparentava perfeita saúde, seus olhos azuis expressavam devoção; O artista ficou encantado com a sua obra e a colocou depois de alguns retoques finais em um lugar bem visível em seu atelier.

Anos depois quis pintar outro quadro sobre o tema: “O Crime”. Buscando um modelo apropriado foi até a cadeia de sua cidade e ali encontrou um homem atrás das grades, no chão úmido com o rosto já envelhecido pela idade com olhos fundos; Estava com uma aparência horrível devido a angústia e os vícios; O pintor conseguiu então uma autorização para retira-lo temporariamente da prisão e escoltado por dois policiais o levou até o seu atelier. A princípio o preso ficou contente pela oportunidade de sair um tempo daquela prisão, mas logo que chegou ao ambiente de trabalho daquele pintor se deparou com um lindo quadro na parede do menino orando junto com sua mãe e se prostrou em prantos. O pintor sem entender o que estava acontecendo perguntou o motivo daquele choro; Desconsolado apontou o dedo na direção do quadro e disse: “Essa é minha mãe; Eu sou a criança inocente que você pintou anos atrás, porém o pecado e os vícios me transformaram no homem que sou agora”. De fato, o pecado trouxe sérias consequências tanto no físico como na vida moral daquele ser humano.
Esta historia nos faz refletir que antes do homem conhecer o pecado tudo era perfeito, seus movimentos, seu porte, sua personalidade, seu caráter, sua voz era doce e harmoniosa; Seus sentimentos, pensamentos e emoções eram semelhantes a Deus. O pecado, no entanto transformou a felicidade original daquele homem em espinhos e abrolhos. O seu coração passou a produzir plantas venenosas do mal, como orgulho, rebelião, desobediência. O homem ficou deformado pelo pecado. Seu caráter se corrompeu e com isto veio a separação de Deus e condenado a morte. Isaias 59:2 nos diz: “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça”.

Antes aquela pessoa era livre e depois foi para uma prisão interior. Jesus cristo é a única pessoa que pode reverter esta situação, pois vendo o homem neste estado resolveu intervir doando a sua vida na cruz do calvário para remissão de seus pecados. Ele morreu para que aquele que nele crer receba absolvição. A Bíblia diz o seguinte: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más”. João 3:16,17

Deus abençoe o seu dia.
Pr. Nélson Gouvêa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima