O apito do soldado…

Quando em 1972 me alistei no exército na cidade de Macaé-RJ, para prestar o meu serviço militar, aconteceu um episódio inusitado. O nosso regimento não foi bem qualificado na inspeção daquele ano, e por isso uma ordem foi dada pelo comando superior: “Do posto de soldado até o tenente, durante 3 (três) meses, ninguém poderia andar em toda área do quartel”. Literalmente deveriamos correr sob pena de punição ao nos deslocarmos de um local para o outro. Tínhamos um capitão que usava um apito e toda vez que ele via alguém andando dentro do quartel, o apito dele entrava em ação, fazendo o soldado correr. O restaurante ficava na parte de cima da ladeira e o capitão gostava de ficar ao pé do morro para ver se algum soldado depois do almoço desceria andando. Certo dia, um determinado soldado resolveu dar uma de capitão e com o seu apito enganava os soldadinhos que desciam a ladeira tranquilamente, colocando-os pra correr. Que maldade! Um determinado dia quando no ato de mais uma travessura, eis que surge o capitão que lhe diz: “Bonito ei soldadinho! Enganando os seus colegas de farda… Muito bem… Vejamos agora como está a sua performance. Coloque este apito na boca, apite e suba a ladeira correndo. Quando você chegar no topo, apite novamente e desça correndo. Faça isto algumas vezes”. Eu fui uma testemunha ocular do castigo recebido por aquele soldado. Esta cena nunca saiu de minha cabeça. Aquele jovem apitava e subia. Apitava e descia a ladeira.

A Bíblia nos fala algo semelhante no qual deveríamos estar atentos. Em Provérbios 14:8 diz: “A sabedoria do prudente é entender o seu caminho, mas a astúcia dos insensatos é engano”. Provérbios 6:14 também diz que: “Há no seu coração perversidade, todo o tempo maquina o mal; anda semeando contendas”. E em Gálatas 6:7 temos a seguinte advertência – “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso também ceifará”.

A lição que temos aqui é simples: Nem por brincadeira devemos enganar o nosso irmão. Procuremos pautar a nossa vida andando na verdade, na sinceridade. Não devemos ser insensatos abrigando no coração a perversidade semeando contendas.

Deus esteja contigo neste dia e seja muito abençoado.

Pr. Nelson Gouvêa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima