Filhos precisam de correção, disciplina?

Volta e meia o congresso nacional se intromete na família, estabelecendo leis que deixam a desejar. É o caso, por exemplo, da lei da palmada.

Alguém me perguntou certa ocasião! “O que o pastor acha desta lei”? Eu respondi: “Sou favorável a lei da palmada pois não se usa as mãos para corrigir o filho. Existe muitos pais que espancam e maltratam seus filhos submetendo-os a severas humilhações. As mãos foram feitas para dar carinho, estreitando os laços de amor, de afeto, de comunicação com eles. Sou a favor, sim de uma disciplina amorosa, firme e bíblica, quando se esgota todos os recursos dos pais sinalizado por eles, por atos de rebeldia dos filhos; O uso, não das mãos, mas sim da vara aplicada em um local macio, confortável e funcional que Deus criou, “o bumbum”. Diga-se de passagem que este ultimo recurso não deve ser aplicado no sentido de coibir atitudes próprias da criança. Este recurso só deve ser usado, quando se apresenta atos de rebeldia e de desonra do filho em um relacionamento com seus pais.

Sugiro que você papai e mamãe adquira e leia o pequeno livro que escrevi denominado: “Nossos Filhos, Nossos Discípulos”, publicado e distribuído pela Editora Betânia (www.editorabetania.com.br) para todo Brasil. Eu o considero como um pequeno manual que está todo fundamentado, alicerçado na Bíblia.
Leia e medite nestes três textos:
* “A insensatez está ligada ao coração da criança, mas a vara da disciplina a livrará dela”. Provérbios 22:15
* “Não evite disciplinar a criança; se você a castigar com a vara, ela não morrerá. Castigue a você mesmo, com a vara, e assim a livrará da sepultura”. Provérbios 23:13,14

* “Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles”. Provérbios 22:6

Que Deus abençoe tremendamente os pais na educação de seus filhos.
Pr. Nélson Gouvêa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima