O exercício da oração

“Perseverai na oração, velando nela com ações de graças,” Colossences 4:2

Vivemos um tempo que em todo momento somos encorajados a praticarmos algum tipo de exercício físico. Seja caminhando, fazendo musculação na academia ou frequentando uma hidroginástica. O fato é que buscamos a todo empenho, uma boa saúde para o nosso corpo.

Na área espiritual no entanto, mais especificamente no que se refere à oração deixamos a desejar. Cantamos louvores a Deus, gostamos de estar no templo ouvindo uma boa exposição da Palavra. Cooperamos com nossos dízimos e ofertas, fazemos boas obras sociais, mas somos muitas vezes negligentes quanto à prática da oração. Observe que as reuniões de oração são as com menor frequência. Precisamos exercitar melhor os nossos músculos espirituais. A Bíblia está repleta de textos que nos exorta à prática da oração. A grande verdade é que se não atentarmos para este tipo de exercício diário e constante, ficaremos fragilizados e atrofiados espiritualmente diante das adversidades da vida.

A Bíblia nos diz em Efésios 6:18 o seguinte: “com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica…,”

Vamos nos ater para esta necessidade. Porque entendemos o que está registrado em I Tessalonicenses 5:17,18 – “Orai sem cessar. Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”

Deus abençoe os seus momentos com Deus em oração à sós ou quando estiver orando com ou por outros irmãos. O Senhor há de se revelar a você de tal maneira, que as respostas que tanto precisa virá, porque uma vez em comunhão com Ele, certamente Deus lhe surpreenderá suprindo todas as suas necessidades.

Pr. Nélson Gouvêa
@ministrodafamilia

Deixe um comentário

Rolar para cima